Voltar ao topo.Ver em Libras.

ÁCIDO URSÓLICO no tratamento de obesidade e anabolismo muscular ?

« Mais recente🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:ácido, ursólico, da, níveis, foi, uso, trabalhos e muscular212 palavras3 min. para ler

No último mês foi enviado, uma revisão sistemática do uso do Ácido ursólico como coadjuvante no tratamento das complicações metabólicas ocasionadas pela obesidade, sugerindo seu uso no tratamento de obesidade e anabolismo muscular.Um dos trabalhos comprova que seu efeito anabólico e na performance física ocorre pela estimulação da síntese de proteína e diminuição da degradação da mesma, apresentando, inclusive, redução dos níveis de miostatinas e citoquinas inflamatórias como TGF-beta, IL-6 e TNF-alfa.
O outro trabalho foi realizado com 60 homens submetidos a um treino de resistência por 8 semanas. Os participantes foram divididos em 2 grupos: 3 doses com 450 mg de Rosemarinus padronizado em Ácido ursólico,  ou placebo. Foi possível concluir que o grupo que recebeu placebo apresentou uma queda de 5% dos níveis de irisina - hormônio envolvido na perda de gordura corporal, aumentando a capacidade do músculo de receber glicose, evitando assim que seja estocada. Já no grupo que recebeu o extrato de Rosemarinus, rico em Ácido ursólico, houve um aumento de 12% dos níveis de irisina.
[font=Times New Roman]Dessa forma, os trabalhos propõe que o uso de Ácido ursólico pode atuar como um coadjuvante no processo de aumento da massa magra, no auxilio na perda de peso, além de evitar o catabolismo muscular. Necessitamos estudar mais a fundo seus benefícios.

Fonte: