Voltar ao topo.Ver em Libras.

Conheçam os dez sinais que apontam uma boa nutrição

« Mais recente🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:bem, saudável, desenvolvimento, nutrientes, alimentação, anemia, ingestão e consumo427 palavras6 min. para ler

A alimentação equilibrada é a chave para a promoção do crescimento adequado e do corpo saudável. Para ter certeza que uma criança se alimenta corretamente, observá-la atentamente é um dos principais pontos de partida. "Pele corada, disposição para brincar, unhas fortes e cabelos brilhantes estão entre os sinais indicativos de que ela recebe os nutrientes essenciais para o seu desenvolvimento”, explica o nutrólogo Carlos Alberto Nogueira, vice-presidente da AssociaçãoBrasileiradeNutrologia(Abran).\\r\A entidade elaborou, em parceria com a Nestlé, o guia "10 sinais da boa nutrição”, que orienta como os pais podem acompanhar o desenvolvimento dos filhos por meio da observação. "Mas vale ressaltar que esse acompanhamento não substitui a visita regular ao pediatra, a pessoa habilitada para fazer uma completa avaliação nutricional.”\\r\
A seguir, o médico aponta e comenta os 10 sinais da boa nutrição infantil. Confira:\\r\
1. Disposição para brincar – a energia para aguentar um dia repleto de brincadeiras, vem da ingestão de micronutrientes como o ferro (cuja falta causa anemia) e a vitamina A (sua ausência está ligada à indisposição).\\r\
2. Dormir bem e acordar bem – ter uma ótima noite de sono não deve ser privilégio, e sim rotina. "Uma criança dorme bem quando come bem”, alerta o nutrólogo.\\r\
3. Pele corada – significa que o cardápio é variado, com consumo de alimentos fonte de ferro, ácido fólico, vitaminas A e B12. A falta desses nutrientes leva à anemia, deixando a criança pálida.\\r\
4. Funcionamento regular do intestino – revela a importância da ingestão de água e do consumo de fibras, presentes nas frutas, verduras, legumes e cereais integrais.\\r\
5. Boa imunidade – quem come bem, em quantidade e qualidade, cria anticorpos e mecanismos de defesa, e tem menos chances de adoecer.\\r\
6. Bom apetite – uma alimentação saudável e atrativa abre o apetite. Mas alguns fatores influenciam na recusa do alimento: idade, refeições anteriores e doenças. "A anemia inibe o apetite, enquanto a deficiência de zinco bloqueia o paladar”, explica o nutrólogo.\\r\
7. Cabelos e unhas saudáveis – indica que as células estão recebendo os nutrientes necessários para manter cada área do corpo saudável.\\r\
8. Dentes fortes e saudáveis – o cálcio, presente no leite, queijo e ovos, aliado à vitamina D (sintetizada pelo sol) são um dos responsáveis pela dentição saudável.\\r\
9. Crescimento adequado – a ingestão dos nutrientes essenciais, importantes para o desenvolvimento físico e mental, vem da alimentação variada e na medida certa.\\r\
10. Peso adequado – o consumo calórico diário, para manter o peso e o desenvolvimento, deve ser compatível com o gasto calórico, sendo suficiente para garantir a energia às atividades do dia a dia.