Voltar ao topo.Ver em Libras.

Os superalimentos que garantem vida e saúde

« Mais recente🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:quanto, pulmão, resultados, melhores, liberar, triturada, contrário e massas1492 palavras22 min. para ler

"Quanto mais pratico a alimentação saudável, mais gosto e me sinto disposta". A administradora Mariana Perim, 23 anos, é uma das brasileiras que, desde jovem, já busca, através dos alimentos, maneiras de viver por mais tempo e melhor. Ela percebe, pelo que come, a diferença na qualidade de vida. O segredo da longevidade que Mariana vive, dia a dia, está ao alcance de todos. Basta escolher bem o que você coloca no prato. E a natureza oferece excelentes aliados, os superalimentos. A lista é extensa, mas chia, maca peruana, cacau, batata yacon, oleaginosas, berries, açaí e quinoa ganham destaque. \\r\ \\r\
Segundo a nutricionista da Unimed Oncologia Camila Gomes, ao selecionar o que será consumido, a pessoa terá mais chances de atingir os seus objetivos, seja reduzir os índices de colesterol; prevenir doenças, como osteoporose, câncer e diabetes; e ajudar na manutenção do peso. Para isso, os superalimentos estão aí. "Eles contêm mais micronutrientes por quantidade, quando comparados a outros alimentos, eles são carregados de vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e fitonutrientes". \\r\
\\r\
Nem todos são encontrados com facilidade, mas chocolate amargo, salmão, aveia, batata-doce, azeite de oliva e chá verde também fazem parte desse grupo e são mais populares. O azeite extravirgem, por exemplo, é recomendado pelo cardiologista Marcelo Antunes Vieira, do Hospital e Maternidade São José. "Saladas à base de tomates, regadas por azeite extravirgem, acompanhada de peixes assados, que são ricos em ômega-3, são boas opções para quem deseja manter o coração em dia e a pressão arterial em níveis normais".   \\r\
\\r\
O tomate e o azeite podem ser consumidos todos os dias. O último, com moderação, pois é um alimento calórico. Um fio de azeite para quem está acima do peso é o suficiente. Já o peixe está liberado quatro vezes por semana. "É bom variar, pois as proteínas do frango e da carne vermelha magra também são importantes", diz a nutricionista Virgínia Dantas. \\r\
\\r\
Entre uma refeição e outra, o cardiologista recomenda incluir uma colher de sopa de linhaça em sucos e frutas, uma vez ao dia. \\r\
\\r\
Para se manter jovem por mais tempo e ainda aumentar a imunidade, a aposta da dermatologista Karina Mazzini é a goji berry. "Em cada 100 gramas, ou 1 xícara (chá), de goji seca há 2.500 miligramas de vitamina C, uma quantidade 50 vezes maior que uma laranja". O único problema é o preço: 150 gramas da fruta desidratada custam, em média, R$ 50,00.   \\r\
"Como três castanhas antes dormir. Elas melhoram o metabolismo e deixam a pele e o cabelo mais hidratados" Alessandra de Melo, Dermatologista \\r\
\\r\
O vilão \\r\
\\r\
O médico nutrólogo da Unimed Vitória Marcos Dantas explica que os radicais livres, moléculas produzidas pelo organismo durante processos como a respiração, contribuem para o envelhecimento. "Essas substâncias são tóxicas". \\r\
\\r\
Para minimizar essa ação maléfica, o organismo produz moléculas antioxidantes. O problema acontece, segundo a nutricionista Virgínia Dantas, quando ocorre um excesso de radicais livres e a quantidade de antioxidantes naturais é insuficiente para neutralizar a sua ação. "Por isso, alimentos ricos em antioxidantes são importantes para viver mais e melhor. Nesse grupo, estão: acerola, couve, abóbora, uva roxa, atum e muitos outros. \\r\
\\r\
Aproveite que há muitas opções e coma com variedade. Essa é a dica da professora de Medicina do Unesc, a endocrinologista Gabriela Poltronieri, sobre o que deve ir à mesa para prevenir a obesidade e o diabetes. "Pratos com legumes e verduras têm de fazer parte do cotidiano. Tome cuidado com os alimentos ricos em carboidratos, como batatas". Misture, deixe o prato bem colorido e bom apetite!   Salada virou a queridinha da alimentação saudável   As irmãs Mariana, 23, e Marina, 17, Perim apostam na combinação de frutas, folhas e carne branca para dar mais disposição. \\r\
"A nossa alimentação interfere no rendimento e no ânimo que temos ao fazer exercícios e no dia a dia. Eu adoro frutas. Por isso, aproveito para comê-las entre as refeições, nos sucos e nas saladas. Elas são meus superalimentos" Marina Perim, Estudanteb \\r\
\\r\
Os Superpoderosos! \\r\
\\r\
Semente de chia \\r\
Tem cinco vezes mais cálcio que o leite e três vezes mais ferro que o espinafre. A chia é a semente com o maior teor de ômega-3, gordura benéfica que previne doenças cardiovasculares. de ser anti-inflamatória, tem ação no controle da pressão arterial, na redução do colesterol e dos triglicérides. Pode auxiliar na perda de peso, pois reduz o apetite. O consumo de duas colheres de sopa da semente, todos os dias, é útil no controle da glicemia. A semente protege contra câncer de pulmão e de estômago. Pode ser consumida com frutas, cereais, saladas, sopas e iogurte. Moída, é uma substituta da farinha em receitas de massas, pães e biscoitos. Ao contrário da linhaça, a chia não precisa ser triturada para liberar o ômega-3. Para melhores resultados, é preciso beber muito líquido ao longo dia. \\r\
\\r\
Batata yacon \\r\
Ajuda a combater o diabetes. O açúcar é liberado aos poucos, o que colabora para equilibrar a taxa de glicose no organismo. O alimento tem um tipo de carboidrato que é absorvido mais lentamente, a inulina, que auxilia na perda de peso. O ideal é incluir uma porção da batata na dieta, em média, três vezes na semana. O ideal é comer a batata crua ou pura, mas pode ser misturada a outros alimentos. A batata pode ser encontrada em hortifrútis e o quilo custa, em média, R$ 6,00. \\r\
\\r\
Quinoa \\r\
Tem alto valor nutritivo. Rica em carboidratos e aminoácidos essenciais (aqueles que o nosso organismo não é capaz de produzir), é considerada um alimento completo. Além disso, auxilia no trânsito intestinal, e no controle dos níveis de colesterol e glicemia do sangue. Outra vantagem é que não tem glúten, o que permite o consumo por portadores de doença celíaca. Ainda não existe uma recomendação ideal de consumo. Estudos mostram que a ingestão de 100g ao dia (cerca de 4 colheres de sopa) já é capaz de promover benefícios à saúde. O uso culinário da quinoa é bastante diversificado, em pratos doces e salgados. O consumo mais difundido é na forma de grão, farinha ou flocos para o preparo de pães, pudim, mingau, biscoitos ou panquecas. É possível cozinhar o grão e usar em saladas.  \\r\
\\r\
Maca peruana \\r\
Por ser rica em ômega-3, ela evita problemas cardiovasculares e regulariza os níveis de colesterol. Essa planta é capaz de combater o colesterol ruim (LDL) e aumentar o bom colesterol (HDL). Isso ajuda no controle de gorduras no sangue, evitando a hipertensão. É riquíssima em ferro, nutriente que combate a anemia. Além disso, tem mais cálcio que o leite. De acordo com a Associação Brasileira de Nutrologia , a maca peruana previne o diabetes por diminuir a velocidade da absorção de glicose, graças ao alto teor de fibras na planta. Ela tem efeito afrodisíaco, de acordo com estudos da Universidade Cayetano Heredia, no Peru. Nos homens, houve maior produção de sêmen e, nas mulheres, a planta reduziu o estresse e, ainda, aumentou a vontade de fazer sexo. Para ter os benefícios, é recomendado o consumo de duas colheres de chá da farinha ao dia, que podem ser diluídas em água fervente e misturada a sucos cítricos. Beba muita água ao longo dia para ter efeito. É indicada para as mulheres que estão na menopausa, para evitar a osteoporose. Além da farinha, a maca é vendida em cápsulas, mas precisa da indicação de um profissional. O valor de 100g, em média, é R$ 30,00. \\r\
\\r\
Açaí \\r\
É capaz de retardar o envelhecimento pela alta dose de antioxidantes. O fruto é rico em proteínas. Contém alta concentração de carboidratos, essenciais para prática de qualquer esporte. Também contribui para a produção de anticorpos, fortalecendo o sistema imunológico. Em estudo da Universidade Federal do Pará, pesquisadores apontam redução do colesterol em pessoas com consumo regular de açaí, comparadas a não consumidores. O açaí possui alta concentração de cálcio, essencial para formação dos ossos e dentes. Em relação à quantidade, não existe uma recomendação específica. A indicação mais comum é de uma tigela pequena (100g), de 2 a 3 vezes por semana. Pode ser consumida in natura, batida com gelo e com um pouco de fruta. \\r\
\\r\
Oleaginosas \\r\
Quem come nozes, castanhas, pistache ou outras sementes oleaginosas todos os dias vive mais, segundo um estudo que durou 30 anos e foi conduzido pela Universidade Harvard, nos Estados Unidos. Os pesquisadores descobriram que o consumo desses alimentos reduz o risco de morte por câncer, doenças cardíacas e problemas respiratórios. O estudo foi baseado na análise de dados de 120 mil pessoas. O risco de morrer durante o estudo para pessoas que consumiam uma porção de 29g de oleaginosas diariamente foi 20% menor na comparação com voluntários que nunca ingeriam o alimento. Não foi possível determinar quais são as variedades de castanhas mais benéficas à saúde. \\r\
\\r\
Fonte: nutricionista Camila Gomes, Estadão e Globo Repórter. Foto: Edson Chagas.

Fonte: