Voltar ao topo.Ver em Libras.

PEPTÍDIO DE COLÁGENO PARA FLACIDEZ DA PELE

🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:colágeno, pele, da, os, tipo, i, fibras e é347 palavras5 min. para ler

A pele, nossa principal barreira ao ambiente externo, está diariamente exposta e sujeita às condições ambientais, agentes externos e ao processo de envelhecimento natural.Adotar uma rotina nutricional adequada e balanceada com a presença de elementos cruciais à sua manutenção é a principal e mais eficaz estratégia para manter uma pele saudável.
Nesse sentido, o colágeno tipo I é o mais abundante no corpo humano, pois representa o principal componente da pele (80%).
As fibras de colágeno proporcionam a integridade estrutural à pele. Além disso, o colágeno e a elastina formam a matriz extracelular – substância que preenche o espaço entre as células do tecido conjuntivo e confere a estrutura, elasticidade e firmeza à pele.
Com o passar dos anos, a síntese de colágeno varia durante os diferentes estágios da vida e a proporção entre os tipos de colágeno na pele também muda conforme a idade. Além disso, as fibras de colágeno tornam-se mais espessas e curtas, resultando em perda de colágeno tipo I e desequilíbrio na proporção entre os tipos de colágeno.
Todas essas alterações reduzem a firmeza da pele e desalinham os contornos faciais, o que resulta em linhas de expressão (rugas) e sulcos agravados pela força da gravidade.
A suplementação de colágeno hidrolisado tipo I com reduzido tamanho molecular, chamado de peptídeos de colágeno, é capaz de prevenir e reverter os sinais de envelhecimento da pele.
O colágeno tipo I é uma proteína extraída exclusivamente de fonte animal (bovina, suína, de frango ou de peixes) que passa por um processo de hidrólise parcial (desnaturação) para formar a gelatina (colágeno hidrolisado).
Esse colágeno hidrolisado pode ser submetido a um processo enzimático para redução e padronização do tamanho molecular, dando origem aos peptídeos de colágeno. O colágeno em peptídeos proporciona absorção e ação no organismo de forma potencializada.
Na derme, participam da formação das fibras de colágeno e elastina. São essas fibras que oferecem integridade estrutural para a matriz extracelular do tecido conjuntivo.
A vitamina C e o mineral silício também são importantes componentes para a biossíntese de colágeno, onde comentaremos em próximas dicas.

(fonte Essential Nutrition)

Fonte: